terça-feira, 16 de outubro de 2018

A Casa das Irmãs





   Após algum tempo desde a minha última publicação, aqui estou de novo com um novo e especial lugar, uma casa por a qual eu ansiava muito visitar e fotografar.
 Tinha estado nesta casa já à cerca de 2/3 meses atrás mas após ter verificado que a mesma estava fechada, obviamente não foi possível entrar e explorar o seu interior, interior esse que eu já tinha mais ou menos a ideia de ser muito interessante.
   Acordei bastante cedo numa manhã fria e chuvosa de Quinta-feira, o meu plano nesse dia era totalmente dedicado a fotografar abandonados, e como sou teimoso e já sei como são as coisas nisto do "urbex", decidi passar uma segunda vez por esta casa, e vejam só...tal o meu espanto quando me deparo com a porta lateral da casa totalmente arrombada, como é óbvio aproveitei-me desse facto para entrar e finalmente fotografar este interessante e muito religioso lar.
   Relativamente a esta casa, tanto quanto sei, aqui viveram duas irmãs durante imensos anos, e a mais provável razão deste abandono talvez tenha sido mesmo o falecimento das mesmas, pois estamos a falar de duas senhoras com uma idade bastante avançada, onde a senhora Maria de Lourdes foi a última moradora desta acolhedora habitação.
   Não consegui descobrir muito mais, pois infelizmente a casa já se encontra bastante remexida, uma triste realidade que atinge praticamente todos estes lugares abandonados, nem toda a gente vai lá apenas para fotografar e explorar, mas ainda assim é um lar bastante atractivo para quem gosta deste tipo de descobertas. A casa tem 3 quartos, uma sala conjunta de estar e de jantar que dá para entender que era bem extravagante e repleta de "recheio" próprio de uma determinada época, que é algo que a mim me fascina em especial nestes lugares. Esta casa possui também uma grande garagem onde destaco uma bicicleta já bastante antiga e duas macas, uma delas já praticamente destruída pela inevitável mão humana. Destaco também as imensas figuras católicas que a habitação apresenta, sem dúvida que as duas senhoras que aqui habitavam eram extremamente religiosas, religiosas e bastante viajadas, é incrível a quantidade de fotos que estão expostas por toda a parte da casa, maioritariamente fotos das duas senhoras com pessoas amigas e familiares, em bastantes cidades diferentes, fotos essas que obviamente não vou publicar por respeito à família.
   Em suma, adorei visitar este local, embora já bastante mais remexido do que esperava encontrar, mas de facto é um cantinho bastante especial e que me deu um gosto diferente visitá-lo.
   Desde já peço desculpa pela fraca qualidade das fotos, não esperava encontrar tão pouca luminosidade no seu interior de facto, e por isso mesmo não fui munido do meu melhor material de iluminação. Já ao sair do terreno da casa, confesso que esse momento foi um pouco atribulado, obviamente não queria dar nas vistas, e com tanto cuidado acabei por cair do muro e efectuar um corte num dos dedos da minha mão direita com a rede que lá estava a vedar o local, corte esse que só não foi mais profundo porque vou sempre munido de protecção para as mãos, como aliás deve ser sempre neste tipo de aventuras.






4 comentários: